Câncer de Próstata

O câncer de próstata é o segundo tumor mais comum entre os homens e também a segunda causa de morte por câncer entre eles. A doença não apresenta sintomas na sua fase inicial e o tratamento é feito através de cirurgia, radioterapia e braquiterapia.

Sintomas de Câncer de Próstata

  • Dificuldade para urinar;
  • Urinar um pouco de cada vez;
  • Necessidade de urinar mais vezes durante o dia e durante a noite;
  • Dor ou ardor ao urinar;
  • Presença de sangue na urina ou no esperma;
  • Ejaculação dolorosa.

Fase avançada:

  • Dor nos ossos;
  • Sintomas urinários;
  • Infecção generalizada;
  • Insuficiência renal.

O câncer de próstata não costuma apresentar sintomas no seu estágio inicial. Dificuldade para urinar e ter vontade de urinar mais vezes durante o dia ou à noite podem ser sinais da doença, mas também de um crescimento benigno da próstata.

Diagnóstico do Câncer de Próstata

O câncer de próstata pode ser diagnosticado através de 3 exames:

  • Exame de toque retal: É muito importante para o diagnóstico do câncer da próstata, uma vez que a glândula fica com uma forma irregular e com consistência endurecida;
  • Exame de PSA: O PSA é uma proteína produzida exclusivamente pela próstata, ficando com níveis consideravelmente elevados em casos de câncer, mas que também pode aumentar em indivíduos com infecção ou com crescimento benigno da próstata. Por isso, altos níveis de PSA não significam, necessariamente, presença de câncer na próstata;
  • Exame de Ultrassom: É feito através do ânus e permite visualizar lesões cancerosas na próstata. Todavia, este exame falha em até 70% dos casos.

A melhor forma de diagnosticar o câncer da próstata é através da combinação do toque retal com o exame de PSA, sendo que os dois exames juntos identificam mais de 95% dos casos da doença.

Tratamento do Câncer de Próstata

O tipo de tratamento vai depender de cada caso. Quando a doença está localizada apenas na próstata, existem 3 formas de tratamento:

  • Cirurgia;
  • Radioterapia: Radiação aplicada externamente;
  • Braquiterapia: Aplicação de sementes radioativas no local da próstata.

Indivíduos idosos ou que tenham tumores menos agressivos podem ser acompanhados de forma rigorosa, tratando o tumor apenas se houver sinais de alteração quanto à sua agressividade.

Nos casos avançados, quando o câncer já se espalhou para outras partes do corpo, outros tratamentos podem ser utilizados para controlar a doença como a terapia hormonal ou a quimioterapia.

Prevenção do Câncer de Próstata

  • Ingerir pouca gordura animal;
  • Aumentar o consumo de verduras, legumes e frutas;
  • Beber chá verde;
  • Consumir alimentos ricos em vitaminas A e D, além de selênio;
  • Comer tomate, rico em licopeno;
  • Fazer os exames anuais de rotina (PSA e o toque retal) a partir dos 40 ou 45 anos.