Castanha da Índia não emagrece mas combate o inchaço e a celulite

A castanha da Índia não emagrece, pois não possui nenhuma propriedade emagrecedora que faça o corpo queimar mais calorias. Emagrecer significa perder gordura e a castanha da Índia não é capaz de aumentar a queima de gordura corporal ou de participar de forma indireta no processo.

Castanha da Índia não emagrece mas combate o inchaço e a celulite

Além disso, apesar de não ser tão calórica como as outras castanhas devido ao seu baixo teor de gorduras (1% a 2%), a castanha da Índia é rica em carboidratos (cerca de 45%), o que a coloca na mesma categoria nutricional da batata e dos cereais, por exemplo.

Uma castanha da Índia média de 10 g tem cerca de 20 kcal. A mesma quantidade de amêndoas (uma colher de sopa) fornece mais de 60 kcal. Portanto, não se trata propriamente de um alimento altamente calórico, mas o seu consumo deve ser moderado. Caso contrário, o excesso de carboidratos é transformado em gordura e a pessoa pode engordar.

Fibras e saciedade

A castanha da Índia fornece boas doses de fibras, que ajudam a regular o funcionamento do intestino e prolongam a sensação de saciedade. Ao controlar o apetite, a castanha da Índia pode contribuir com as dietas para emagrecer. Contudo, é possível obter o mesmo benefício das fibras através de alimentos com muito menos calorias, como os vegetais.

Retenção de líquido e inchaço

Por outro lado, os efeitos da castanha da Índia na circulação sanguínea podem contribuir para diminuir o inchaço causado pela retenção de líquido. Neste caso, pode-se dizer que castanha da Índia ajuda a "emagrecer", embora esse "emagrecimento" seja decorrente da redução do acúmulo de líquido no corpo e não da perda de gordura corporal, que seria o emagrecimento real.

Castanha da Índia não emagrece mas combate o inchaço e a celulite

A castanha possui substâncias que protegem os vasos sanguíneos, estimulam a circulação, combatem a retenção de líquidos e ajudam a eliminar as toxinas acumuladas logo abaixo da pele, melhorando também a aparência da celulite.

Sua ação sobre os capilares (vasos sanguíneos muito finos) ajuda a conter o extravasamento de fluidos que se acumulam nos tecidos e deixam a pessoa inchada. Com menos líquido saindo dos capilares e uma melhor circulação, o inchaço diminui.

Extrato de castanha da Índia

Esses resultados são observados principalmente com o uso do extrato seco de castanha da Índia. Contudo, é preciso ter alguns cuidados quanto ao uso do extrato. A castanha da Índia tem uma substância tóxica chamado esculina, que pode causar vertigem, náuseas, dor de cabeça e coceira, se não for retirada do extrato.

Mesmo assim, o extrato de castanha da Índia pode causar vertigem, intoxicação de rins e fígado, além de irritação no trato digestivo que pode causar gastrite.

O uso do extrato é contraindicado durante a gravidez, amamentação, em casos de insuficiência hepática ou renal e lesões da mucosa do trato digestivo.

Benefícios da castanha da Índia

Castanha da Índia não emagrece mas combate o inchaço e a celulite

Embora não tenha propriamente ação emagrecedora, a castanha da Índia é um alimento nutritivo e que pode ser incluído numa dieta saudável. A castanha fornece boas doses de vitaminas C, E, K, B2, B6 e B9, além de sais minerais, como potássio, magnésio, fósforo e cálcio. É uma boa fonte de carboidratos, portanto indicada para dar energia.

A castanha da Índia é pobre em gorduras, ao contrário das outras oleaginosas, por isso não é um alimento muito calórico. Cada 100 gramas contém cerca de 190 kcal.

Ao fornecer quantidades significativas de vitaminas do complexo B e fósforo, a castanha da Índia contribui para manter o sistema nervoso saudável, sendo muito indicada para combater o estresse.

Possui também triptofano, um aminoácido que relaxa e ajuda a melhorar a qualidade do sono. A castanha também é muito rica em fósforo e cálcio, minerais essenciais para o desenvolvimento de osso e dentes.