Como Controlar o Nervosismo

Muitas pessoas sentem uma sensação de medo e não sabem como controlar o nervosismo e a ansiedade antes de enfrentar determinadas situações, como um exame, uma apresentação, falar em púbico ou uma entrevista importante.

Embora desagradável, esse tipo de nervosismo não é grave e pode ser controlado. No entanto, se as crises forem tão fortes ao ponto de impedir a pessoa de fazer algo relativamente simples ou se surgirem sem causa aparente, é recomendável procurar um médico psiquiatra.

O que Fazer para Controlar o Nervosismo e a Ansiedade

  • Procurar levar uma vida saudável e equilibrada durante as semanas que precedem um acontecimento preocupante;
  • Comer e beber moderadamente, com intervalos regulares;
  • Evitar estimulantes, como o café;
  • Fazer exercícios físicos regularmente;
  • Dormir bem;
  • Arranjar tempo para relaxar;
  • Entregar-se a passatempos agradáveis;
  • Não permitir que o acontecimento que se aproxima assuma proporções desmesuradas. Tratando-se de algo realmente significativo, como um exame por exemplo, é importante tentar encarar serenamente hipóteses alternativas no caso das coisas correrem mal.

Álcool e Tranquilizantes para Controlar o Nervosismo

Uma pequena bebida pode ajudar a relaxar antes de falar em público, mas, em muitas circunstâncias, entre as quais uma entrevista de emprego ou um exame de direção, o álcool é claramente contraindicado.

O excesso de álcool prejudica também a atuação, além de que o hábito de "tomar uma bebidinha para acalmar os nervos” pode conduzir ao alcoolismo.

Quanto aos tranquilizantes ou outras drogas, só tomar se forem receitados pelo médico e apenas nas doses recomendadas.

Como Esconder os Sintomas do Nervosismo

  • No dia do acontecimento, programar o tempo para não chegar cedo demais e ficar remoendo a preocupação, nem muito tarde para não chegar ofegante e transpirando;
  • Verificar se está levando todo o equipamento ou documentos necessários e se os mesmos estão em ordem;
  • Se for necessário falar, tentar fazê-lo com clareza e devagar, recorrendo, se for o caso, a exercícios respiratórios;
  • Não comer as palavras nem falar depressa demais para não perder a linha de pensamento;
  • Muitas pessoas ficam com as mãos tremendo quando estão nervosas, mas, em geral, esse sintoma passa à medida que o acontecimento vai se desenrolando. Nessas horas, pode-se agarrar de leve os braços da cadeira ou a borda da mesa, se a pessoa estiver de pé;
  • Dependendo das circunstâncias e se achar que isso pode ajudar, beber pequenos goles d’água ou chupar uma bala.