Conheça 7 benefícios do Pilates para gestantes

O Pilates pode trazer diversos benefícios para a gestante do início ao fim da gravidez, inclusive no pós-parto. Além de ser uma forma segura de exercícios para grávidas, o Pilates fortalece os músculos do assoalho pélvico, beneficiando a mulher em caso de parto normal.

Conheça 7 benefícios do Pilates para gestantes

Os exercícios também ajudam a diminuir o inchaço, aliviar as dores lombares da gestação, melhorar a circulação, além de promover fortalecimento muscular, aumento da consciência corporal, relaxamento e uma respiração mais adequada.

Fortalecimento do assoalho pélvico

O fortalecimento da musculatura do períneo (região entre o ânus e a vagina) ajuda a evitar a incontinência urinária depois do parto, além de auxiliar o trabalho de parto e a recuperação pós-parto.

Melhor circulação e menos inchaço

Conheça 7 benefícios do Pilates para gestantes

A prática de Pilates estimula a circulação, contribuindo para aliviar o inchaço nos membros superiores e inferiores, além do cansaço em pernas e pés causados pela má circulação.

A partir do último trimestre de gestação são feitos exercícios específicos para fortalecer os músculos das panturrilhas. Essa musculatura é importante para impulsionar o sangue de volta para o coração, atuando como um "segundo coração" do corpo.

Panturrilhas mais fortes diminuem o aparecimento de varizes, mantêm um bom fluxo sanguíneo e melhoram a circulação de um modo geral.

Baixo impacto para as articulações

Os exercícios do Pilates não sobrecarregam as articulações. Essa é uma das razões por que o Pilates é indicado para gestantes, já que a coluna, os quadris, os joelhos e os tornozelos são mais exigidos nessa fase devido ao peso extra da gravidez.

Alívio e prevenção de dor nas costas

O crescimento da barriga durante a gravidez provoca um aumento acentuado da curvatura da coluna lombar, uma condição chamada hiperlordose. Essa alteração postural pode causar dores nas costas (lombalgia), principalmente a partir do 4º mês de gestação.

Através de exercícios de alongamento e fortalecimento, o Pilates capacita a coluna e a musculatura para suportar melhor as alterações estruturais e a sobrecarga de peso.

Além disso, ter as pernas e os músculos das costas mais fortes também ajuda na sustentação do peso corporal pela coluna e membros inferiores.

Previne lesões articulares

Conheça 7 benefícios do Pilates para gestantes

Durante a gestação, o hormônio relaxina deixa as articulações da grávida mais frouxas para permitir o alargamento da bacia. Apesar de ser bom e necessário, a frouxidão dos ligamentos pode causar lesões articulares.

O fortalecimento muscular ajuda a estabilizar as articulações, melhorando a mecânica corporal e reduzindo as chances de lesão.

Facilita os trabalhos com o bebê

O fortalecimento muscular dos membros superiores irá facilitar os trabalhos com o bebê após o nascimento, seja na hora de carregar a criança ao colo ou nos banhos e trocas de fralda.

As gestantes podem fazer Pilates assim que o médico liberar a prática de atividade física, o que normalmente acontece depois do 1º trimestre de gravidez. Contudo, é possível frequentar as aulas desde o início da gestação, sempre seguindo os cuidados necessários para esse período. Vale lembrar que o Pilates deve ser ministrado por fisioterapeutas ou educadores físicos com especialização na área.

Também podem lhe interessar:

Conheça os benefícios do Pilates para o seu corpo

Descubra como o Pilates ajuda a emagrecer e perder barriga

7 Exercícios de Pilates solo que você pode fazer em casa