Saúde no Clique » Bula de Remédios » Fenergan Bula

Fenergan Bula

Compartilhar no Facebook

Fenergan é um medicamento que apresenta propriedades antialérgicas, sedativas e antieméticas, sendo indicado para o tratamento de reações alérgicas e anafiláticas, na prevenção de vômitos do pós-operatório e enjôos de viagens.

Composição do Fenergan

Cada comprimido contém 25 mg de cloridrato deprometazina. Cada ampola contém 50 mg (2 ml) de cloridrato de prometazina.

Indicação do Fenergan

O medicamento é indicado no tratamento sintomático de todos os distúrbios incluídos no grupo das reações anafiláticas e alérgicas. Graças à sua atividade antiemética, é utilizado também na prevenção de vômitos do pós-operatório e dos enjôos de viagens. Pode ser utilizado, ainda, na pré-anestesia e na potencialização de analgésicos, devido à sua ação sedativa.

Posologia do Fenergan

A posologia deve ser prescrita por médicos. Mas apenas a título de orientação - podem ser prescritas as seguintes doses:

Adultos: 2 a 6 comprimidos por dia. Estas doses devem ser divididas em duas, três ou quatro vezes, reservando-se a maior fração para a noite. A forma injetável deve ser reservada aos casos de urgência, devendo o produto ser administrado por via intramuscular, em doses a serem estabelecidas pelo médico. A administração endovenosa deste produto é bem tolerada, mas não é isenta de riscos. Administração subcutânea e/ou intra-arterial não deve ser utilizada.

Contra-Indicações do Fenergan

Pacientes com conhecida hipersensibilidade à prometazina ou outros derivados fenotiazínicos, assim como aos portadores de discrasias sangüíneas. Ligadas a efeito anticolinérgico: glaucoma por fechadura de ângulo; pacientes com risco de retenção urinária ligado a distúrbios uretroprostáticos.

Reações adversas

Sonolência é o principal efeito colateral do Fenergan. Embora raros, ainda podem ocorrer: tontura, confusão mental, secura da boca, sintomas extrapiramidais, bradicardia ou taquicardia; aumento ou diminuição da pressão arterial (mais comum com a forma injetável); rash cutâneo e, mais raramente, fotossensibilidade; náuseas e vômitos; leucopenia, trombocitopenia e agranulocitose. Recomenda-se um controle regular da crase sangüínea nos 3 ou 4 primeiros meses de tratamento. Raramente foram descritos casos de discinesia tardia após administração prolongada de certos anti-histamínicos.

Precauções ao tomar Fenergan

Grávidas só devem tomar o medicamento sob orientação médica, não devendo ser utilizado durante os primeiros 3 meses de gestação. Assim sendo, deve ser observada cautela ao prescrever este medicamento a mulheres durante a lactação. Pacientes que estejam em tratamento com tranquilizantes ou barbitúricos também devem utilizar o Fenergan com cautela pois poderá ocorrer uma potencialização da atividade sedativa. O Fenergan deve ser evitado em pacientes com apnéia noturna. Devem ser evitadas bebidas alcoólicas durante o tratamento com Fenergan. Deve ser usado com precaução em indivíduos condutores de veículos e máquinas, devido ao risco de sonolência.

Veja também