Sentir muito sono depois do almoço pode ser gravidez?

Sentir muito sono depois do almoço não é um sinal de gravidez. Na realidade, a gravidez provoca muito sono durante todo o dia, que pode aumentar ainda mais depois do almoço. O sono excessivo após uma grande refeição está relacionado com a digestão e não têm relação com a gestação.

O excesso de sono na gravidez ocorre principalmente no primeiro trimestre, devido ao aumento dos níveis do hormônio progesterona.

É uma fase em que a grávida fica mais sonolenta por causa da variação hormonal e também sente-se mais cansada, pois o coração precisa trabalhar mais para bombear o sangue para ela e para o bebê.

Essa sonolência durante o dia tende a melhorar a partir do segundo trimestre de gravidez.

Por quê sentimos muito sono depois do almoço?

  • Diminuição da oxigenação no cérebro: Após uma grande refeição, o corpo envia uma grande quantidade de sangue para o aparelho digestivo, o que diminui a oferta de oxigênio que chega através do sangue no cérebro; com menos oxigênio, o cérebro diminui a sua atividade, deixando a pessoa mais sonolenta depois do almoço;
  • Aumento da produção de suco gástrico: O suco digestivo do estômago (suco gástrico) é ácido; o aumento da sua produção durante a digestão leva o organismo a produzir uma grande quantidade de bicarbonato de sódio para compensar o excesso de ácido no corpo; esse aumento de bicarbonato no sangue causa uma alcalose metabólica, chamada de maré alcalina pós-prandial (após as refeições), que também diminui a atividade cerebral e causa sono;
  • Aumento dos níveis de açúcar no sangue: Refeições ricas em carboidratos, como massas, pizzas e doces, fazem a glicose (açúcar) sanguínea subir, o que diminui o estado de alerta cerebral, causando sono após a refeição.

Todos esses fatores somados ao sono excessivo que a gestante costuma sentir no início da gravidez, fazem com que a grávida sinta ainda mais sono após o almoço.

Porém, como foi visto, sentir muito sono após as refeições não é propriamente um sinal de gravidez, mas sim uma reação natural do organismo ao processo de digestão.