Saúde no Clique » Tratamentos » Tratamento da Psoríase

Tratamento da Psoríase

Compartilhar no Facebook

A Psoríase não tem cura e o seu tratamento tem como objetivo controlar a reincidência da doença e melhorar a qualidade de vida do paciente. Para isso são utilizados medicamentos tópicos como pomadas e cremes, fototerapia, medicamentos via oral, psicoterapia e tratamentos naturais.

Tratamento tópico da Psoríase

A aplicação de pomadas e cremes diretamente sobre a área afetada da pele ajuda a diminuir efeitos colaterais em outras partes do corpo e na pele não lesionada. Nas psoríases leves, o uso de medicamentos tópicos geralmente é suficiente para controlar as lesões. Já nas formas moderadas e graves da doença, o tratamento local é associado à fototerapia ou administração de remédios via oral.

Medicamentos tópicos ceratolíticos, emolientes ou umectantes deverão sempre estar incluídos no tratamento da Psoríase, mesmo nas fases assintomáticas. Dentre esses medicamentos, os corticóides de potência alta são os que apresentam maior eficácia. São aplicados 1 vez ao dia e podem ser encontrados em cremes, pomadas ou loções.

Ácido salicílico 3 a 6% em vaselina,  uréia, lactato de amônia e ceramidas são considerados tópicos coadjuvantes e podem estar incluídos no tratamento.

Tratamento da Psoríase no couro cabeludo

  • Lubrificar o couro cabeludo com óleo e remover as escamas suavemente durante o banho;
  • Xampus de coaltar, antifúngicos e corticosteróides;
  • Ácido salicílico em xampu ou solução (2 a 3%);
  • Coaltar: Liquor carbonis detergens até 20% em loção lanette;
  • Corticosteróides;
  • Tópicos de alta potência, como loção de dipropionato de betametasona e solução de propionato de clobetasol;
  • Formulação com corticosteróide de menor potência, como acetonido de fluocinolona 0,01%, em óleo;
  • Propionato de clobetasol 0,05% em xampu ou espuma;
  • Análogos da vitamina D: calcipotriol ou calcitriol.

Tratamento da Psoríase ungueal

  • Corticosteróides Tópicos: potência alta, por um tempo inferior a 3 meses;
  • Intralesional acetonido de triamcinolona a 2,5 a 10mg/ml;
  • Análogos da vitamina D;
  • 5 fluoruracil 1%;
  • Creme de uréia a 20%

Caso o comprometimento da unha seja intenso e não houver melhoras, pode ainda ser recomendada a fototerapia ou terapia sistêmica com Metotrexato, Acitretina ou Ciclosporina.

Tratamento sistêmico da Psoríase

Cerca de 25% das pessoas com Psoríase necessitam de tratamento sistêmico ou fototerapia. Eles são indicados quando não há resposta ao tratamento tópico ou quando a Psoríase aparece em lugares que afetam a qualidade de vida da pessoa, como rosto, mãos e pés. A Psoríase artropática, a pustulose e a palmo-plantar geralmente não respondem a tratamentos tópicos e por isso necessitam de tratamento sistêmico.

Os medicamentos utilizados são o metotrexato, a acitretina ou a ciclosporina, sendo este último o que provoca uma resposta mais rápida ao tratamento. No caso de intolerância, contra-indicação ou não haver resposta a esse tratamento, podem ser usados medicamentos imunobiológicos. 

Normalmente a fototerapia é o tratamento de eleição, embora não esteja indicada desde o início. Pode ser associada e esses medicamentos ao longo do tratamento.

Tratamento natural da Psoríase

  • Manter a pele constantemente hidratada: É muito importante no controle da Psoríase, uma vez que a pele seca piora a irritação e o prurido já causado pela Psoríase;
  • Cuidados com o banho: Banhos frequentes podem ressecar a pele, causando problemas; Usar água morna ao invés de quente para não irritar a pele; Quando possível, deixar a pele secar sozinha, sem usar toalhas, aplicando creme hidratante logo a seguir ao banho;
  • Tomar sol: A radiação ultravioleta encontrada na luz solar é um tratamento comprovado para a Psoríase. Exposições moderadas e controladas ao sol devem ser acompanhadas de uso de cremes hidratantes ou terapêuticos;
  • Parar de fumar: O cigarro pode aumentar a probabilidade de desenvolvimento das formas mais severas de Psoríase;
  • Evitar o stress: Stress e ansiedade estão muito relacionados com o desencadeamento ou piora do quadro. A psicoterapia pode ser indicada em alguns casos.

 

Veja também