Câncer de Pele

Os tipos de câncer de pele mais comuns são o carcinoma e o melanoma, sendo este último o menos frequente, porém, mais grave, devido à possibilidade de se alastrar para outras partes do corpo. Identificar os sintomas do câncer de pele e iniciar o seu tratamento o mais cedo possível é fundamental para curar a doença.

Sintomas de Câncer de Pele

Câncer de Pele do tipo Carcinoma

  • Ferida que permanece aberta, sangra e não cicatriza em 4 semanas;
  • Ferida avermelhada e brilhante que podem lembrar uma cicatriz esbranquiçada, com bordas mal definidas;
  • Manchas avermelhadas que parecem uma alergia de pele;
  • Protuberância na pele de cor rósea brilhante, avermelhada, perolada ou transparente;
  • Lesão avermelhada com partes que não cicatrizam, bordas irregulares, sangramento e que permanece aberta por semanas;
  • Nódulos com áreas ásperas, com cascas;
  • Verruga em crescimento.

Câncer de Pele do tipo Melanoma

  • Ferida escura, rósea ou avermelhada, com crescimento progressivo;
  • Ferida que não cicatriza ou pintas que crescem lentamente, podendo coçar e doer;
  • Apresentam forma assimétrica, alterações de cor e bordas irregulares;
  • Pode ter várias cores na mesma ferida: preto, marrom, cinza, branco e vermelho.

Tratamento do Câncer de Pele

O câncer de pele tem cura, desde que seja descoberto no início. O diagnóstico precoce é a chave para o sucesso do tratamento do câncer de pele.

O tratamento vai depender do tamanho, do tipo e da localização do câncer. Geralmente uma cirurgia simples é suficiente para curar completamente os carcinomas.

Nos casos que apresentam um risco maior de metástase (alastramento da doença para outros órgãos) pode ser indicado radioterapia ou quimioterapia após a cirurgia.

Cirurgia de Câncer de Pele

  • O tumor é retirado com um pouco de pele normal ao seu redor;
  • Os gânglios linfáticos próximos ao tumor podem ser removidos, no caso deles estarem crescendo, pois pode ser um sinal de que foram atingidos pelo câncer;
  • Se o tumor for grande, pode ser necessário fazer um enxerto de pele para ajudar na cicatrização e melhorar a aparência do local.

Quimioterapia para Câncer de Pele

  • É feita com medicamentos que matam as células cancerosas;
  • Pode ser aplicada diretamente sobre a pele, administrada por via oral ou injetada;
  • A quimioterapia injetada na veia ou administrada por via oral é utilizada quando o câncer se espalhou para outros órgãos, retardando o avanço da doença e aliviando alguns sintomas;
  • Por matar tanto as células cancerosas quanto as saudáveis, provoca diversos efeitos colaterais como náuseas, vômitos, cansaço, feridas na boca, entre outros.

Radioterapia para Câncer de Pele

  • É feita com raios de alta energia que matam as células cancerosas ou fazem o tumor diminuir de tamanho;
  • Indicado principalmente se o tumor for muito grande ou estiver num local de difícil acesso para ser removido cirurgicamente;
  • Pode ser utilizada para atingir células cancerosas que não foram retiradas com a cirurgia, diminuindo as chances do câncer voltar;
  • Causa efeitos colaterais como irritação, vermelhidão e ressecamento da pele;
  • Depois de muitos anos, a região da pele tratada com radioterapia pode desenvolver novos tumores, por isso ela não é muito utilizada em pessoas jovens.