Chocolate, faz bem ou mal para sáude?

Como todos os alimentos, o chocolate possui efeitos bons e ruins para nossa saúde; mas o que ele pode nos trazer de bom? é a riqueza de sais minerais como potássio, sódio e magnésio, pode estimular as pessoas a terem calma, pois ele possui substâncias que são chamadas de endorfina; teobromina que possuem o mesmo efeito da cafeína que faz com que a pessoa libere sensação de prazer e de bem-estar.

Muitas pessoas alem de utilizarem o chocolate como algo alimentício, também utiliza como tratamentos de pele. Nos últimos anos, uma grande quantidade de trabalhos científicos tem demonstrado efeitos positivos do chocolate sobre nosso sistema cardiovascular. Os efeitos mais nobres do chocolate estão relacionados à sua grande oferta de flavonóides, substâncias fartamente encontradas em alguns vegetais e que promovem o bom funcionamento dos nossos vasos sanguíneos. Essas substâncias são as mesmas que fazem a boa fama dos chás verde e preto, e da casca das frutas vermelhas. Entretanto, o cacau apresenta uma concentração especialmente generosa do tipo flavonol (epicatequina, catequina, e procianidinas), que ultimamente tem sido apontado como um dos tipos que mais têm efeito na nossa saúde vascular. Deve-se, contudo, tomar cuidado para consumí-lo com moderação. O excesso do chocolate em qualquer época pode ser prejudicial, principalmente se estes forem ao leite e branco, devido às gorduras saturadas presentes no leite. Em excesso, podem causar enxaqueca, irritações na pele, no estômago e na mucosa intestinal. A diarréia também pode ser causada pelo consumo excessivo, devido ao alto teor de gordura.

O melhor tipo de chocolate para saúde é o amargo, pois confere maior concentração destas substâncias. Já o branco e ao leite, apresentam pouca quantidade de flavonóides.

O perigo do chocolate, como tudo o mais na vida, está no exagero. Consumi-lo em grande quantidade regularmente pode levar ao excesso de peso e, conseqüentemente, a doenças crônicas como diabetes e dislipidemias, os níveis elevados de gordura no sangue.