Como Baixar Plaquetas Altas

Em muitos casos, não é preciso nenhum tratamento para baixar plaquetas altas, pois trata-se de uma condição transitória, associada a alguma doença de base.

Porém, quando a plaquetose (concentração elevada de plaquetas no sangue) está acima de 1.000.000/mm3, pode ser necessário intervir com ácido acetil salicílico (ação anticoagulante) para prevenir tromboses e citocorretores que diminuem o número de plaquetas no sangue.

Alimentos para Baixar Plaquetas Altas

O ômega 3, encontrado principalmente em peixes de água fria como cavala, arenque, sardinha, salmão, atum e bacalhau, não tem a capacidade de baixar as plaquetas altas, mas pode reduzir a agregação de plaquetas no sangue, diminuindo a viscosidade sanguínea e tornando o sangue mais fruindo.

Isso ajuda a prevenir a formação de coágulos que podem provocar AVC (derrames) e infartos.

Outras fontes de ômega 3:

  • Semente de linhaça;
  • Castanhas e nozes;
  • Azeite, óleo de soja, óleo de canola;
  • Vegetais verde-escuros.

Causas de Plaquetas Altas

São muitas as situações que podem aumentar os níveis de plaquetas no sangue. Entre elas:

  • Leucemia;
  • Policitemia vera;
  • Mielofibrose.;
  • Inflamações;
  • ​Linfoma;
  • Hipoesplenismo;
  • Deficiência de ferro;
  • Anemias;
  • Neoplasias;
  • Corticoides.

Plaquetas altas no sangue podem ser sinal de doenças graves, por isso antes de iniciar qualquer tipo de tratamento, deve-se procurar um médico para que a causa seja diagnosticada e devidamente tratada.