Como Identificar e Tratar a Distimia

Para identificar a distimia, que é uma forma leve de depressão, é preciso estar atento aos seus principais sintomas, que são:

  • Mau humor;
  • Pessimismo, desânimo;
  • Irritabilidade fácil, intolerância;
  • Tristeza constante e permanente;
  • Falta de vontade, iniciativa, alegria e prazer;
  • Desinteresse;
  • Redução da capacidade de trabalho;
  • Diminuição da capacidade cognitiva;
  • Dificuldade de se relacionar socialmente e afetivamente;
  • Isolamento social e familiar.

O diagnóstico da distimia não é fácil, pois os sintomas da doença surgem muito lentamente e são mais brandos que aqueles observados na depressão, podendo passar despercebidos.

Isso também faz com que os familiares e amigos não desconfiem que a pessoa esteja doente, achando que essas características fazem parte da personalidade dela.

O indivíduo com distimia é frequentemente visto como sendo uma pessoa sistemática, antissocial, fechada, cheia de manias, difícil de conviver.

Distimia x Mau Humor

A distimia é um transtorno depressivo, uma doença crônica cujos sintomas são constantes e permanentes. Apesar do mau humor ser uma das suas principais características, ele vem acompanhado dos outros sintomas descritos anteriormente.

A somatória desses sinais e sintomas é que diferencia a pessoa doente daquela mal humorada. Além disso, o mau humor comportamental é passageiro. O indivíduo pode estar mal humorado num dia e no dia seguinte estar bem, enquanto que na distimia não.

Como Tratar a Distimia

O tratamento da distimia tem melhores resultados quando feito através de medicamentos antidepressivos associados à psicoterapia.

O tempo de uso da medicação vai depender do grau de evolução da doença, do tempo que a pessoa ficou sem tratamento e se existem outras doenças psiquiátricas associadas.