Como Tratar um Tornozelo Inchado

Uma boa forma de tratar um tornozelo inchado e dolorido, seja após uma torção ou durante a gravidez, é através da aplicação de gelo. Água ou compressa quente não devem ser usadas porque pioram muito o inchaço.

Como Tratar um Tornozelo Inchado com Gelo

  1. Colocar cubos de gelo num saco plástico;
  2. Envolver o tornozelo com um pano fino e úmido, para evitar danos à pele;
  3. Amarrar o saco de gelo em volta do tornozelo, concentrado-se principalmente no local mais inchado ou dolorido;
  4. Apoiar o pé numa cadeira ou qualquer outro objeto, de maneira que ele fique acima do nível da cintura;
  5. Deixar o gelo atuar por 20 minutos (não ultrapassar esse tempo);
  6. Repetir o procedimento a cada duas horas.

O gelo é indicado no tratamento de tornozelos inchados porque o frio provoca uma contração dos vasos sanguíneos, deixando-os mais estreitos, diminuindo assim o inchaço. Além disso, o frio tem ação analgésica, auxiliando no alívio da dor.

Tratamentos Caseiros para Tornozelo Inchado

  • Diminuir a ingestão de sal para combater a retenção de água no corpo;
  • Evitar ficar em pé ou sentado na mesma posição durante muito tempo;
  • Perder o excesso de peso;
  • Colocar uma almofada embaixo do pé na hora de dormir, para que as pernas fiquem mais elevadas que o corpo;
  • Fazer caminhadas regularmente para exercitar os músculos das pernas, principalmente os da panturrilha, pois favorecem o bombeamento do sangue para o coração e evitam, assim, o acúmulo de líquido em torno dos tornozelos;
  • Evitar usar roupas que apertam os quadris e as pernas;
  • Usar meias elásticas.

Causas Mais Comuns de Tornozelo Inchado

  • Permanecer em pé por muito tempo;
  • Viagens longas;
  • Menstruação;
  • Gravidez (inchaço excessivo pode ser sinal de pré-eclampsia, uma condição grave que inclui pressão arterial elevada e inchaço);
  • Excesso de peso;
  • Idade avançada;
  • Entorse, lesão ou trauma no tornozelo.

O tornozelo inchado também pode ser sinal de doenças mais graves, como insuficiência cardíaca, renal ou hepática. Se os sintomas permanecerem, deve-se consultar um médico para um diagnóstico correto.