Conheça As Causas Do Traumatismo Ocular

ANATOMIA DO OLHO

1-Córnea 2- Pupila 3- Íris 4- Canal de Schlenm 5- Cristalino 6- Músculo Ciliar7- Retina O nosso olho é constituído por três camadas concêntricas, de fora para dentro: 1 - córnea e esclera (branco do olho) - o branco do olho é coberto por uma membrana chamada conjuntiva; 2 - coróide, íris (tem um orifício central chamado pupila) e corpo ciliar e 3 - retina (onde se forma a imagem). As fibras da retina se reunem para formar o nervo óptico que liga o olho ao cérebro. Dentro do olho há um líquido chamado humor aquoso, uma lente chamada cristalino e uma substância gelatinosa chamada vítreo.

O olho é uma máquina fotográfica viva, onde a córnea e o cristalino são as lentes, a pupila é o diafragma e a retina é o filme. A imagem formada na retina chega ao cérebro onde é revelada.

AGENTES DE TRAUMATISMO OCULAR

Agente Mecânico

corpo estranho na córnea 
Quando por exemplo, um fragmento de ferro aderir á córnea ou penetrar no interior do olho, chamamos esse fragmento de corpo estranho.Se o corpo estranho for constituído de materiais irritantes como por exemplo ferro, cobre e chumbo, precisa ser retirado do olho, onde quer que esteja.Dependendo da localização do corpo estranho, poderá causar opacidade de córnea, catarata (opacificação do cristalino), descolamento da retina, hemorragia vítrea e inflamação intra-ocular grave.

Agente Físico

São as radiações ultravioletas que são invisíveis e de grande interesse biológico. Essas radiações podem causar queimadura da córnea e conjuntiva, catarata e retinite solar queimadura de retina.

De grande interesse prático são os acidentes com soldas elétricas, que emitem radiações ultravioletas. Podem causar lesões da córnea e conjuntiva até a 10 metros da fonte. Os sintomas aparecem 6 a 8 horas depois e são caracterizados por fotofobia (dificuldade com a luz) e muita dor ocular.

Normalmente, os olhos sadios estão relativamente preparados para o convívio com essas radiações, mas há condições em que há necessidade de proteção (com óculos), como por exemplo:

1 - afacia (ausência de cristalino) - a retina passa a ficar excessivamente estimulada; 2 - degeneração macular senil (alteração causada numa área da retina chamada mácula) e retinose pigmentar (doença da retina); 3 - uso de medicamentos fotosensibilizantes que contém em sua fórmula: 8-methoxy-psoralen ou fenotiazinas ou tetraciclinas. 4 - intensa exposição a radiações ultravioletas em alguns ambientes naturais como a areia e a neve, é de nível suficientemente alto para caracterizar excesso de exposição. Cuidado com a praia no verão!

Cuidados também com óculos escuros, nem todos os óculos escuros protegem contra as radiações ultravioletas, principalmente os comprados em camelôs e boutiques.

Agentes Químicos

Queimadura da córnea por ácido
São os álcalis (bases) e os ácidos, ambos podem causar lesões graves no olho, com perda da visão e até do olho. A queimadura com álcalis são mais graves do que as causadas por ácidos. Quando alguém tem alguma queimadura ocular com agentes químicos, a primeira coisa que se precisa fazer imediatamente, é lavar o olho com água corrente, em abundância, e procurar o oftalmologista, logo em seguida.

Exemplos de base:

  • amônia (NH3): Ajax® (material de limpeza doméstico;
  • hidróxido de potássio, hidróxido de sódio: água sanitária, Bravo® e outros desentupidores;
  • hidróxido de cálcio: cimento.

Exemplos de ácidos:

  • ácido sulfúrico: H2SO4 (de baterias de carros)
  • ácido sulfuroso: H2SO3: usado como preservativos de frutas e verduras

OUTRAS SUBSTÂNCIAS TÓXICAS OCULARES

Substâncias que podem causar lesão no nervo óptico: arsênico (usado na fabricação de inseticidas, herbicidas, vernizes e borracha), monóxido de carbono, urânio, cloronitrobenzol, benzina, nicotina, quinina, metilglicol e metanol.

Colírios anestésicos devam ser reservados apenas para o ato médico, pois eles podem causar cegueira. Também os colírios que contém corticóide devem ser prescritos apenas pelo oftalmologista. O uso desse medicamento pode piorar infecções preexistentes, pode também causar glaucoma (aumento da pressão ocular) e catarata. Exemplo de alguns colírios que contêm corticóide: Biamotil-D®, Dexafenicol®, Gentacort®, Maxidex®, Maxitrol®, Pred Fort® e Trobradex®.

Fonte das ilustrações: Traumatismo Ocular - guia para o tratamento das lesões oculares, Indústria Química e Farmacêutica Schering S/A, 1978.