Glioma

Glioma é um tipo de tumor cerebral maligno com origem nas células da glia do sistema nervoso central. Existem vários tipos de gliomas: astrocitomas, ependimomas, oligodendrogliomas e glioblastomas, sendo este último o mais comum e agressivo de todos. O sintomas dependem da localização, podendo ir de dores de cabeça à perda da fala. O tratamento do glioma cerebral é feito com cirurgia, quimioterapia e radioterapia.

Astrocitomas

Astrocitomas difusos: Os gliomas do tipo astrocitomas crescem em qualquer parte do cérebro ou da medula espinhal, sendo comuns em adultos de meia idade. Os astrocitomas difusos apresentam grau II ou grau III de malignidade, de acordo com o Organização Mundial da Saúde. Um astrocitoma avançado passa a ser um glioblastoma, representando 23% de todos os tumores com início no cérebro.

Astrocitomas pilocíticos: São tumores de evolução lenta e possuem bom prognóstico pós-cirúrgico, com uma taxa de cura de 90% dos casos. Nesses casos praticamente nunca há transformação maligna do astrocitoma para glioblastoma e a radioterapia não é necessário devido ao crescimento lento do tumor.

Astrocitomas do tronco cerebral: Ocorrem principalmente na infância e possuem um mau prognóstico, uma vez que devido à sua localização a cirurgia é impraticável. A radioterapia ajuda a retardar a ação letal do tumor mas é incapaz de curá-lo.

Glioblastomas

glioblastoma é um tumor maligno muito grave, deixando poucos meses de vida ao doente. O tratamento tem por objetivo retirar a maior quantidade possível do tumor para aliviar a hipertensão intracraniana, sendo quase impossível a sua retirada completa. A quimioterapia não tem muito efeito no tratamento dos glioblastomas e a radioterapia é usada como auxiliar. O prognóstico é muito mau pois a recidiva do tumor é certa.

Sintomas de Glioblastomas

  • Dor de cabeça;
  • Vômitos em jato;
  • Edema de papila;
  • Perda da fala;
  • Fraqueza muscular de um lado do corpo;
  • Formigamentos;
  • Perda parcial ou completa da visão;
  • Convulsões.

Ependimomas

Este tipo de glioma atinge adultos e crianças. O prognóstico dos ependimomas é sombrio devido à sua tendência a recidivas repetitivas após a cirurgia, podendo ter grau de malignidade II ou III.

Oligodendrogliomas

Atingem os adultos e são menos comuns que os astrocitomas e glioblastomas. Apresenta grau de malignidade II ou III, com tendência a recidivas após a retirada do tumor por cirurgia.