Hemorroida

Hemorroida é uma dilatação das veias que estão na região do reto e ânus. Essa dilatação acontece quando o sangue começa a ficar acumulado nesses vasos, de forma semelhante ao que acontece com as varizes, podendo ser acompanhada de inflamação e trombose. A hemorroida pode ser interna ou externa, sendo o seu principal sintoma o sangramento ao evacuar.

Hemorroidas Internas

As hemorroidas internas são aquelas que acontecem no reto e são classificadas em 4 graus:

  • Hemorroidas de primeiro grau: Não prolapsam através do ânus;
  • Hemorroidas de segundo grau: Prolapsam pelo ânus durante a evacuação mas voltam à posição inicial naturalmente;
  • Hemorroidas de terceiro grau: Prolapsam através do ânus e precisam ser empurradas para dentro;
  • Hemorroidas de quarto grau: Estão prolapsadas e o retorno não é possível.

Hemorroidas Externas

As hemorroidas externas são as que ocorrem no ânus e na parte final do canal anal. São fáceis de identificar e normalmente inflamam, o que causa dor e, em alguns casos, podem coçar.

Hemorroida na Gravidez

Chegou-se a pensar que a pressão da cabeça do feto durante a gravidez podia causar hemorroidas na gestante, uma vez que é comum as mulheres apresentarem hemorroidas no último trimestre da gestação e no puerpério imediato. Entretanto, a gravidez somente desencadeia ou piora um problema que já estava instalado anteriormente. Talvez a fraqueza dos tecidos de sustentação do canal anal permita que as hemorroidas extravasem para fora do ânus.

Sintomas de Hemorroida

Hemorroidas Internas: Este tipo de hemorroida normalmente apresenta menos sintomas que as externas. Podem causar dor se houver uma trombose associada ou quando o esforço contínuo para evacuar provoca o prolapso da hemorroida para fora. Nos graus mais avançados pode ocorrer incontinência fecal acompanhada de um corrimento, o que causa irritação e coceira na região anal.

Hemorroidas Externas: São visíveis e palpáveis. Apresentam sangramentos e dor ao evacuar e sentar.

Embora o sangramento anal seja frequentemente associado às hemorroidas, é importante salientar que existem muitas outras doenças como câncer, fissura anal e outras infecções que também apresentam sangue nas fezes como sintoma, pelo que todo tipo de sangramento anal deve ser avaliado por um médico.

Tratamento das Hemorroidas

Dieta: Ter uma alimentação rica em cereais, frutas e verduras, ou seja, rica em fibras e que promova o bom funcionamento do intestino pode ser o suficiente para tratar os casos leves e iniciais, uma vez que algumas hemorroidas de primeiro grau podem ser causadas pela força ao evacuar fezes secas. Também deve-se evitar pimenta e álcool pois provocam irritação da região anal.

Cuidados com a higiene local: O papel higiênico não causa hemorroidas, mas não deve ser usado nas hemorroidas externas e nas internas com prolapso para não agravar o problema. Nesses casos, a pessoa deve fazer banhos de assento com água morna ao invés de usar papel higiênico.

Pomadas: Só são úteis nos casos iniciais, trazendo um alívio temporário dos sintomas mas não tratam o problema.

Ligadura elástica: Este método é utilizado nas hemorroidas de primeiro grau, sendo praticamente indolor e não exige anestesia ou internamento. Um pequeno anel de borracha é usado para estrangular a hemorroida que cai entre 24 e 48 horas.

Grampeamento: É um método cirúrgico que requer anestesia e internamento, no qual as hemorroidas são puxadas para cima e colocadas no lugar. É indicado para hemorroidas externas e hemorroidas internas grandes de segundo e terceiro grau.

Cirurgia clássica: São muitas as técnicas utilizadas, sendo que uma das mais usadas no Brasil consiste em retirar as hemorroidas e deixar a ferida aberta para cicatrizar.

Principais Causas das Hemorroidas

  • Intestino preso;
  • Esforço para evacuar;
  • Obesidade;
  • Diarreia crônica;
  • Falta de fibras na alimentação;
  • Segurar a vontade de defecar;
  • Gravidez;
  • Sexo anal.