Lactose

A lactose é o açúcar presente no leite e seus derivados. É digerida através de uma enzima chamada lactase, produzida pela maior parte dos mamíferos apenas durante a fase de lactação. Indivíduos com intolerância à lactose não produzem essa enzima e por isso são incapazes de fazer a sua digestão.

Intolerância à Lactose

Intolerância à lactose é a incapacidade total ou parcial de digerir a lactose devido à falta da enzima lactase. Isso faz da lactose uma fonte de alimento abundante para as bactérias que vivem no intestino, que começam a se multiplicar descontroladamente, causando todos os sintomas relacionados com o problema.

Sabe-se que a intolerância à lactose afeta cerca de 40% da população brasileira. Não existem maneiras de fazer o organismo produzir lactase, por isso o leite sem lactose pode ser uma alternativa, além de evitar produtos que sejam feitos com leite e seus derivados.

Sintomas de Intolerância à Lactose

  • Náuseas;
  • Vômitos;
  • Dores abdominais;
  • Distensão abdominal;
  • Gases;
  • Irritação no intestino;
  • Diarréias;
  • Assaduras na região anal.

Lactose no Leite Materno

O leite materno contém entre 6 a 8% de lactose, sendo importante no desenvolvimento do bebê, auxiliando a proliferação de lactobacillus que inibem o crescimento de microorganismos responsáveis por infecções intestinais.

Bebês com intolerância à lactose têm diarréias constantes. A mãe deve estar atenta se a criança apresenta sinais de desconforto depois de mamar e comunicar isso ao médico.

Alergia ao Leite

A alergia às proteínas do leite é completamente diferente da intolerância à lactose. A lactose é um açúcar e não apresenta alergenicidade, enquanto que as proteínas presentes no leite e outros alimentos como ovos, trigo e amendoim podem causar alergia, principalmente em crianças com menos de 3 anos de idade, provocando sintomas como diarréia, prisão de ventre, dores abdominais, irritabilidade, vômito, coceira e vermelhidão na pele, emagrecimento e refluxo.