Molusco Contagioso

Molusco contagioso é uma doença de pele causada por um vírus e caracteriza-se pelo surgimento de tumores cutâneos parecidos com verrugas.

Sintomas de Molusco Contagioso

Os sintomas de molusco contagioso são o aparecimento de lesões parecidas com verrugas, que ficam vermelhas e podem ser brilhantes ou apresentar uma pequena depressão no centro.

De um modo geral, as lesões do molusco contagioso não coçam, não infeccionam, não doem, possuem tamanhos variados, ficam agrupadas e podem aparecer em qualquer parte do corpo, embora o tronco e as raízes dos membros sejam os locais mais afetados nas crianças.

O molusco contagioso é mais comum em crianças, embora adultos também possam ser infectados. Nestes casos, as lesões surgem com mais frequência na região inferior do abdômen, genitais e parte interna da coxa.

Tratamento do Molusco Contagioso

O tratamento do molusco contagioso consiste na destruição das lesões através de diferentes técnicas como cauterização, criocirurgia (congelamento), eletrocoagulação, raspagem ou expressão manual.

O uso de pomadas (iquimod) pode ser uma alternativa aos métodos cirúrgicos de tratamento do molusco contagioso. A vantagem é ser menos traumático, especialmente para as crianças, além de poder ser feito em casa. Pode deixar a pele ao redor das lesões vermelha, causar descamação e coceira.

Antes de iniciar o tratamento é preciso ter o diagnóstico de um dermatologista, principalmente porque o molusco contagioso pode ser confundido com outras doenças de pele.

Tratamento Caseiro e Prevenção do Molusco Contagioso

  • Não tocar, espremer ou coçar as lesões;
  • Cobrir as lesões cutâneas com roupas ou gazes;
  • Mudar o curativo todos os dias ou sempre que estiver sujo;
  • Não compartilhar toalhas;
  • Não frequentar piscinas enquanto estiver infectado para não espalhar a doença;
  • Usar sempre chinelos quando frequentar piscinas;
  • Evitar o contato direto com as lesões.

Transmissão e Contágio do Molusco Contagioso

O contágio do molusco contagioso se dá pelo contato direto com as lesões ou objetos contaminados como toalhas, roupas ou brinquedos. É comum aparecer em crianças que frequentam piscinas. O vírus também pode ser transmitido através de relações sexuais.