O que é Saúde Integral

O primeiro ponto a ser entendido é: não existe saúde sem consciência. Um indivíduo que ainda não tomou consciência de si mesmo não vivenciou a totalidade de seu ser. A consciência é o que observa. Nós pensamos, sentimos e acreditamos que somos só isso – pensamento e sentimento. Mas somos mais. Existe a consciência que observa. Nos distraímos com os pensamentos e as emoções e perdemos o fio da meada da consciência.

O segundo ponto é perceber que somos corpo, mente e consciência (Espírito, Origem) unidos, inseparáveis, trazendo à realidade o ser em seu esplendor.

O terceiro ponto é perceber que somos parte do universo, cosmo. Através da nossa respiração entramos em contato com a Energia da vida. A eletricidade que nos movimenta esta também presente em todo o universo. Isso nos faz parte do todo.

Então saúde integral é um ser humano vivendo sem sua totalidade, em seu esplendor, equilibrado em si mesmo e em todas as suas relações.

Este Ser existe?

O ser humano ainda esta em evolução, está longe de sua potencialidade latente. Porém, acreditamos que não será através da mente que o ser humano conseguirá vivenciar a consciência, o esplendor. O desenvolvimento da autoconsciência é essencial no presente, a cada instante para podermos encarar nossas limitações e superá-las. Não num esforço de “ter que fazer”, mas porque vemos, sentimos e observamos como atrapalham nossas relações com o mundo.

O que fazer para desenvolver consciência?

Atenção! Atenção no presente, ao aqui e agora, Sentir no coração, usar a inteligência para agir conscientemente. Pesando seu pensamento e sua ação, o sentimento é o fiel da balança. Observar. Observar com atenção. Repetir sempre: quem sou eu? No silêncio descobrimos quem somos. Pensamentos são palavras, frases soltas, ecos, sons, barulhos. A meditação é instrumento valioso para chegar a consciência de si mesmo.

Em que a consciência ajuda?

Autoconsciência traz auto-respeito. O Auto-conhecimento nos faz respeitar nossos limites físicos e emocionais. Conhecendo nossos órgãos mais frágeis podemos dar mais atenção a eles, protegendo-os com boa alimentação e exercícios físicos, e dentro do possível mantendo equilíbrio mental/emocional. Nosso estado de humor deve ser “monitorado” atentamente. Todo o corpo sente com ele. As situações vivenciadas integralmente movimentam o corpo e a mente, e através deles a consciência se expressa, se realiza. Corpo e mente são instrumentos da consciência que necessita se desenvolver, crescendo em direção ao Alto.

E a doença? Como acontece?

Nosso organismo funciona com uma sincronicidade mental/corporal. As células estão ”ligadas” no nosso comando. O equilíbrio depende de nossa interação pensamento/ação. O entendimento deve estar de acordo com a vontade. A ação deve ser inteira com o sentimento do individuo, senão com certeza este esta se prejudicando, guardando seu sentimento para depois, deixando pra lá suas angustias, seus medos, suas necessidades ... deixando de viver o presente. Esse acúmulo de energia não expressa criativamente vai prejudicando nosso viver, nosso ânimo, nossa circulação de energia vital vai sendo bloqueada, causando congestionamentos de energias nos órgãos. O mal funcionamento orgânico decorrente desse desequilíbrio vai deteriorando até chegarmos ao que chamamos de doença.

O que fazer para ter e manter a Saúde Integral?

Para manter nosso bem estar físico, mental e emocional é necessário estar alerta ao nosso corpo e mente. Observá-los. O corpo é sensível e mostra alterações todos os dias de acordo com nossa alimentação material e imaterial. A alimentação mental-emocional nos faz variar de humor, de conduta, de atitude...e até mesmo nos faz adoecer.

É necessário se conhecer, observar sua sensibilidade, não só na pele mas em órgãos internos como o Estômago, os rins, intestinos..Observar como funcionam, seus ritmos, notando logo as primeiras alterações. Transtornos suaves, funcionais acontecem diariamente, se estivermos atentos, sensíveis, podemos ficar conscientes deles antes que se tornem mais graves levando então a doença.

Nosso estado de humor deve ser monitorado atentamente. Todo o corpo sente com ele. As situações vivenciadas integralmente movimentam o corpo e a mente, a consciência se expressa através deles, se realiza. O corpo e a mente são instrumentos da consciência que necessita expressar-se para se desenvolver continuando sua ascensão para o Alto, o ápice do Ser.

O que é a mente?

Segundo nosso Mestre Osho a mente na verdade nem existe! Existem pensamentos, conceitos, crenças, preconceitos, deduções, interpretações, ...

A mente é esse conjunto de palavras que você juntou na sua vida familiar, social, daí para frente ela cria incessante movimento cerebral. São ondas eletro-magnéticas que não tem começo nem fim, acontecem incessantemente. A mente é na verdade uma enganação, a gente se perde nos pensamentos quando nos identificamos com eles. Quando a gente pensa que eles somos nós. Eles vem atraves de nós, do nosso corpo físico, mecânico, mas não somos só pensamento. Nós podemos observá-los, ouvi-los DENTRO de nós.

E a consciência o que é?

Eu considero a consciência o próprio SER. O que permanece, o que observa. Entramos em contato com consciência mais facilmente através da prática da meditação onde entramos em contato com a essência, o vazio. Estamos em alerta, com todos os sentidos em atenção, observando simplesmente. Estamos em completo silêncio interior, somos o observador e o observado. Acredito que consciência seja o estado meditativo do ser. É dinâmica e se desenvolve a cada instante. Vivendo plenamente cada instante, saboreando tudo que está lhe sendo ofertado pela vida você estará em meditação, no estado pleno de seu Ser. A presença do ser em cada ato é meditação.