O que Fazer em Caso de Convulsões Febris

Em caso de convulsão febril em crianças, deve-se seguir os seguintes passos:

  1. Manter a calma;
  2. Virar a criança de lado e protegê-la;
  3. Se ela tiver secreção na boca, limpar delicadamente sem introduzir o dedo na boca ou segurar a língua da criança;
  4. Afrouxar as roupas para que a criança fique com liberdade para se mexer;
  5. Esperar que a convulsão passe;
  6. Baixar a temperatura corporal aplicando um supositório de paracetamol ou passando água morna no corpo despido da criança;
  7. Levar a criança ao pronto socorro.

O uso de medicamentos anticonvulsivantes deve ser ponderado, pois os efeitos colaterais desses remédios podem ser mais prejudiciais à criança que a convulsão em si.

As convulsões febris em crianças caracterizam-se por movimentos fortes nos braços e nas pernas, com perda da consciência na maioria dos casos.

A boca da criança pode até ficar roxa, mas em pouco tempo ela volta ao normal. Apesar de ser assustadora, a convulsão febril não causa nenhum dano neurológico à criança.

Apesar da ideia difundida de que febre alta pode causar convulsão, é a velocidade com que ocorre esse aumento da temperatura corporal que leva à convulsão febril.

Principais Causas de Convulsões Febris em Crianças

  • Fatores genéticos;
  • Infecções virais, como gripes e resfriados;
  • Infecções bacterianas, como infecção de ouvido, sinusite, pneumonia.