Óleo de Cártamo faz mal?

Em princípio, não há evidências científicas de que o óleo de cártamo faça mal à saúde ou ao fígado. Ele inclusive pode ser usado como complemento nutricional em algumas condições relacionadas com o fígado, como a esteatose hepática, por exemplo.

O óleo de cártamo é usado na produção de sintética de ácido linoleico conjugado (CLA), por ser rico em ácido linoleico (ômega 6). Entretanto, o CLA não é uma substância permitida na área de alimentos da Anvisa, por não estar comprovada a segurança no seu uso nem a sua eficácia para emagrecer.

Portanto, o consumo de óleo de cártamo isoladamente não está proibido pela Anvisa, nem existe evidências de que faça mal à saúde.

Benefícios do Óleo de Cártamo

  • Rico em ômega 6 (ácido linoleico), uma gordura "boa" com ação antioxidante, ou seja, remove os radicais livres que podem provocar doenças cardiovasculares, determinados tipos de câncer e envelhecimento precoce;
  • Ajuda a emagrecer, impedindo que a gordura presente no sangue seja transferida para dentro das células de gordura do corpo, o que obriga o organismo a queimar reservas de gordura para gerar energia;
  • Possui propriedades anti-inflamatórias;
  • Melhora o sistema imunológico;
  • Aumenta o colesterol bom (HDL) e reduz o ruim (LDL), ajudando a reduzir os riscos de doenças cardiovasculares.