Quais os Sintomas da Conjuntivite Viral e Bacteriana

Os sintomas da conjuntivite viral e bacteriana que estão sempre presentes são: olhos vermelhos e secreção. Os demais sinais e sintomas variam de acordo com o tipo de conjuntivite, assim como a evolução do quadro.

No entanto, um dos principais sinais que marca a diferença entre a conjuntivite viral e bacteriana é a presença de secreção purulenta observada na bacteriana, o que não ocorre na viral, apesar de haver secreção, porém sem pus.

Sinais e Sintomas da Conjuntivite Viral

  • Podem surgir sintomas parecidos com os de uma gripe ou resfriado, com tosse pela manhã, congestão nasal e secreção;
  • As pálpebras podem amanhecer "coladas";
  • Inchaço ao redor dos olhos;
  • Olhos vermelhos;
  • Secreção;
  • Sensação de queimação ou areia nos olhos;
  • O segundo olho normalmente é afetado 2 a 7 dias depois do primeiro.

Os sintomas da conjuntivite viral tendem a piorar após 3 a 5 dias e vão melhorando gradualmente após uma ou duas semanas.

Sinais e Sintomas da Conjuntivite Bacteriana

  • Normalmente atinge apenas um olho no início, com instalação rápida;
  • Olho vermelho;
  • Irritação local;
  • Secreção purulenta e persistente durante o dia, de coloração amarelada, esverdeada ou esbranquiçada;
  • O segundo olho é infectado depois de 1 ou 2 dias;

Diferenças entre Conjuntivite Viral e Bacteriana

Conjuntivite Viral

  • Pode fazer parte de uma outra doença causado por vírus que afeta todo o organismo ou surgir isoladamente;
  • É a mais comum das conjuntivites;
  • Tem como principal agente causador o adenovírus;
  • Período de incubação: 5 a 12 dias;
  • A infecção é autolimitada, ou seja, tem um período limitado e determinado para acabar;
  • A pessoa fica imune ao vírus após a recuperação;
  • É altamente contagiosa;
  • A transmissão ocorre principalmente em locais com muita aglomeração de pessoas, através do contato direto com secreções, objetos e superfícies contaminadas;
  • Os vírus geralmente são eliminados pelo intestino, sendo frequente a transmissão através de piscinas.

Conjuntivite Bacteriana

  • São mais comuns em crianças e geralmente causam epidemias;
  • O Staphylococcus aureus é o principal agente causador;
  • Também é muito contagiosa;
  • A transmissão ocorre pelo contato direto com secreções, objetos e superfícies contaminadas;
  • Normalmente atinge pessoas com imunidade baixa;
  • Pode provocar alterações na conjuntiva (branco do olho) e nas secreções lacrimais.

Tratamento da Conjuntivite Viral e Bacteriana

Conjuntivite Viral

  • Não existe um tratamento específico;
  • Recomenda-se aplicar lubrificantes e compressas frias, que trazem alívio dos sintomas;
  • A pessoa infectada não deve compartilhar objetos pessoais e deve ficar em casa até o desaparecimento da secreção para evitar transmitir a conjuntivite;
  • Recomenda-se consultar um médico oftalmologista se houver piora do quadro ou se os sintomas persistirem por mais de 3 semanas.

Conjuntivite Bacteriana

  • O tratamento é feito com colírios antibióticos, que também combatem a transmissão;
  • Também podem ser usados corticoides de aplicação local;
  • Recomenda-se aplicar compressas mornas e lubrificantes nos olhos, que trazem alívio dos sintomas;
  • Geralmente há melhora do quadro depois de 2 ou 3 dias de uso do colírio; caso não melhore, recomenda-se consultar um médico oftalmologista;
  • A pessoa não deve compartilhar objetos pessoais e deve ficar em casa até o desaparecimento da secreção para evitar espalhar a doença, assim como acontece na conjuntivite viral.