Quantas Refeições Devemos Fazer Ao Dia?

Devemos fazer entre 5 e 6 refeições por dia, ou seja, uma refeição a cada 3 horas, não importa se objetivo é emagrecer, engordar ou manter o peso. As refeições do dia devem então ficar divididas da seguinte forma:

  1. Café da manhã;
  2. Lanche da manhã;
  3. Almoço;
  4. Lanche da tarde;
  5. Jantar;
  6. Ceia.

Por Que Devemos Fazer 5 ou 6 Refeições ao Dia?

  • Aumenta o metabolismo: O corpo precisa de energia para digerir os alimentos, ou seja, ele queima calorias durante a digestão. Portanto, comer a cada 3 horas mantém o metabolismo elevado ao longo do dia, ajudando a emagrecer;
  • Controla a fome: Comer a cada 2 ou 3 horas mantém o apetite saciado e evita os picos de fome que muitas vezes levam a pessoa a comer alimentos muito calóricos e pouco saudáveis;
  • Evita quebras de energia e rendimento: O cérebro precisa da glicose (açúcar) obtida através dos alimentos para funcionar. Ficar muitas horas sem comer provoca uma redução do rendimento intelectual, dificultando a concentração e aumentando a irritabilidade;
  • Evita perder massa muscular: Se o período de jejum for prolongado, o organismo acaba consumindo as reservas de proteínas do corpo para obter energia e aminoácidos, resultando na perda de musculatura;
  • Reduz o armazenamento de gordura: Ficar muitas horas sem comer faz com que o corpo armazene gordura, para que ele possa ter energia disponível quando precisar. Além disso, comer frequentemente ajuda a diminuir a quantidade de comida nas refeições principais, evitando que o corpo armazene o excesso de calorias sob a forma de gordura corporal.

Dicas de Nutrição para as Refeições do Dia

  • Procure alimentar-se em ambiente tranquilo, calmo e agradável ;
  • Coma devagar, mastigando bem os alimentos, para auxiliar na digestão e dar sensação de saciedade;
  • No almoço e no jantar, procure iniciar sempre com as saladas;
  • Tempere a salada com limão ou vinagre, diminuindo o óleo e sal;
  • Evite frituras e molhos gordurosos;
  • Temperos como orégano, alecrim, alho, cebola, páprica, vinagre, louro, manjerona, cravo, sálvia, gengibre, podem ser usados à vontade;
  • Para cozinhar os alimentos, use o mínimo de óleo possível e use óleos vegetais como o de oliva; para salada use o óleo de linhaça ou canola;
  • Evite açúcar, balas, sorvetes, tortas, chocolates, bolachas, pão, refrigerantes, bebidas alcoólicas, carnes gordas, pele de aves e peixes, bacon, banha, linguiça, salsicha, salame, salgadinhos, caldo de carne industrializado, charque, enlatados e conservas com sal, maionese, nata, creme de leite;
  • Reduza o consumo de chá preto, chá mate, café;
  • Reduza a quantidade de alimentos como massa, batata, arroz, polenta, aipim, farofa;
  • Use carnes de gado magras, peixes e aves sem a pele, miúdos sem gordura, na forma de refogados, assados, grelhados e ensopados;
  • Retire a pele das carnes antes do preparo;
  • Como sobremesa, utilize frutas da época;
  • Alimentação integral é sempre mais saudável e além disso ajuda a melhorar o trânsito intestinal e reduzir o colesterol, por isso dê preferência para produtos integrais, tais como pão de centeio integral, arroz e farinhas integrais, fibras de trigo, frutas com casca, vegetais, principalmente folhosos.