Tratamento Caseiro para Espinhas nas Costas

As espinhas nas costas, mais comuns entre os homens, podem ser combatidas com tratamentos caseiros que aliviam a inflamação e ajudam na cicatrização das espinhas, diminuindo o inchaço e acalmando a pele.

Os remédios caseiros devem ser aplicados 2 vezes por semana e não dispensam o tratamento dermatológico médico das espinhas (acne), prescrito de acordo com as causas.

Amoras para Espinhas nas Costas

  1. Cozinhar, durante 10 minutos, meia xícara de chá de amoras maduras em 250 ml de água filtrada;
  2. Deixar esfriar e aplicar a pasta nas costas, deixando agir por 15 minutos;
  3. Retirar com água fria.

Benefícios no Tratamento das Espinhas nas Costas

Parte do grupo das chamadas frutas vermelhas, a amora é rica em licopeno, uma substância com forte ação antioxidante que neutraliza os radicais livres produzidos pelas espinhas nas costas.

A amora também é rica em vitamina C e tem ação adstringente sobre a pele.

Fubá e Própolis para Espinhas nas Costas

  1. Juntar duas colheres de sopa de fubá, 6 gotas de própolis e 4 colheres de sopa de água mineral ou filtrada;
  2. Misturar tudo até formar uma pasta;
  3. Aplicar a máscara nas costas com uma massagem suave com movimentos circulares;
  4. Deixar atuar por 20 minutos e retirar com água.

Benefícios no Tratamento das Espinhas nas Costas

O fubá tem efeito calmante sobre a pele e pode rapidamente secar as espinhas nas costas, principalmente se estiverem no estágio inicial da inflamação, enquanto que o própolis tem ação bactericida, atuando como um antibiótico natural.

Aveia com Água de Rosas para Espinhas nas Costas

  1. Misturar uma xícara de chá de farinha de aveia com um copo grande de água de rosas;
  2. Aplicar a máscara sobre as costas e deixar atuar por 15 minutos;
  3. Remover o remédio caseiro com água fria.

Benefícios no Tratamento das Espinhas nas Costas

A água de rosas tem propriedades anti-inflamatórias, enquanto que a farinha de aveia ajuda na cicatrização das espinhas.

Causas de Espinhas nas Costas

  • Dermatite seborreica;
  • Cremes para os cabelos mal enxaguados;
  • Uso de hidratantes;
  • Aplicação de filtros solares muito oleosos.