Trombose nas Pernas

A trombose venosa nas pernas é causada por um coágulo (trombo) sanguíneo localizado numa veia profunda, que pode se tornar muito perigoso caso se desprenda e entre na circulação sanguínea, podendo causar embolia pulmonar.

Sintomas de Trombose nas Pernas

  • Inchaço nas pernas;
  • Dor na perna em repouso, em pé ou caminhando;
  • Aumento da temperatura local;
  • Veias superficiais dilatadas;
  • Pele pálida ou azulada na região do inchaço ou da dor;
  • Dor à palpação do trajeto da veia suspeita de ter o coágulo.

Causas de Trombose nas Pernas

  • Permanecer sentado durante uma longa viagem de carro, ônibus ou avião;
  • Ficar acamado;
  • Imobilizações por fratura acima de 7 dias há 80% de risco, sendo a principal causa da trombose nas pernas;
  • Cirurgias;
  • Pouco fluxo sanguíneo numa veia profunda;
  • Gravidez, especialmente nas primeiras 6 semanas após o parto;
  • Fibrilação atrial;
  • Varizes;
  • Obesidade;
  • Uso de anticoncepcionais ou terapia hormonal;
  • Cateter venoso central implantado;
  • Tabagismo.

Tratamento da Trombose nas Pernas

  • Administração de anticoagulantes como heparina ou warfarina durante pelo menos 3 meses;
  • Exames de sangue para avaliar a ação dos anticoagulantes;
  • Repouso;
  • Manter as pernas elevadas;
  • Uso de meias elásticas;
  • Massageadores pneumáticos intermitentes.

O tratamento da trombose venosa dever ser iniciado o quanto antes e tem como objetivo principal reduzir o risco de embolismo.

Tratamento Endovascular da Trombose nas Pernas

É feito através de catéteres que injetam uma medicação especial para dissolver os coágulos, desobstruindo a circulação do sangue dentro das veias. Em alguns casos pode ser necessário fazer uma angioplastia, ou seja, abrir as veias com cateteres-balões ou colocar próteses metálicas para manter as veias abertas.

Como Prevenir a Trombose nas Pernas

  • Levantar-se a cada uma ou duas horas para caminhar um pouco durante voos ou viagens de longa duração. Se não for possível, movimentar os pés para cima e para baixo várias vezes, a cada 30 minutos;
  • Parar de fumar;
  • Fazer caminhadas;
  • Usar meias elásticas durante viagens com 8 horas ou mais de duração.