Vitaminas Hidrossolúveis

As vitaminas hidrossolúveis são aquelas solúveis em água, permanecendo por curtos períodos de tempo no organismo, sendo depois excretadas pelos rins, diferentemente das vitaminas lipossolúveis que ficam armazenadas no fígado e tecidos gordurosos. Fazem parte do grupo das vitaminas hidrossolúveis as vitaminas do complexo B e a vitamina C.

Vitaminas do complexo B

  • Vitamina B1 (Tiamina): Atua no metabolismo dos carboidratos, estimula o apetite e favorece o funcionamento do sistema nervoso. A falta de vitamina B1 provoca falta de apetite, depressão, fadiga, problemas neurológicos e Beribéri, uma doença que causa paralisia e atrofia muscular. Pode ser encontrada na gema de ovo, carnes, cereais, fígado, feijão, nozes, verduras e cerveja;
  • Vitamina B2 (Riboflavina): Fundamental na respiração celular, além de deixar a pele com um aspecto saudável e atuar na coordenação motora. Sua deficiência é rara devido à presença dessa vitamina em vários alimentos. A falta de vitamina B2 causa seborréia, glossite, estomatite, fotofobia e lesões no sistema nervoso. Ovos, leite, cereais, carne, couve, repolho, espinafre e fígado são alguns dos alimentos fontes de vitamina B2;
  • Vitamina B3 (Niacina): Atua sobre o sistema digestivo e tônus muscular. A deficiência dessa vitamina causa glossite, perda de peso, diarreia, dermatite, depressão, fraqueza e demência. Pode ser encontrada no ovo, fígado, leite, cerveja, peixe, carnes, amendoim e cereais integrais;
  • Vitamina B5 (Ácido pantotênico): Desempenha papel no metabolismo dos carboidratos, proteínas e de todas as gorduras. Sua falta causa fadiga, anemia e outros sintomas semelhantes às demais deficiências vitamínicas do complexo B. A vitamina B5 está presente em carnes, leite, verduras, legumes, frutas e cereais;
  • Vitamina B6 (Piridoxina): Atua no metabolismo de proteínas, produção de hormônios, deixa a pele saudável, além de agir no crescimento. Sua falta causa fraqueza, doenças da pele, apatia, distúrbios nervosos, irritabilidade, convulsões, anemias e problemas no crescimento. Está presente em alimentos como o fígado, carnes, leite, cereais e cerveja;
  • Vitamina B8 (Biotina): Participa na produção de gordura e metabolismo energético das células. É encontrada em vários alimentos e ainda produzida pelas bactérias que vivem no intestino. Tratamentos prolongados com antibióticos que destroem a flora intestinal e ingestão excessiva de clara de ovo crua causam deficiência de vitamina B8, provocando inflamações na pele e distúrbios neuromusculares. É encontrada em carnes, legumes e verduras;
  • Vitamina B9 (Ácido fólico): Importantíssimo na renovação celular e produção de DNA, é altamente recomendado pelos médicos durante a gestação, sendo já administrado à mulher mesmo antes de engravidar, sendo que no último trimestre de gravidez as necessidades de ácido fólico duplicam. A falta de ácido fólico pode causar anemia e esterilidade nos homens. Durante a gestação, a sua falta pode causar má-formação no tubo neural do feto. É encontrado em leveduras, verduras, fígado, frutas e cereais;
  • Vitamina B12: Participa na formação dos glóbulos vermelhos e manutenção dos neurônios. Apesar de estar no grupo das vitaminas hidrossolúveis, a vitamina B12 fica armazenada no fígado em quantidades suficientes para até 6 anos, daí ser rara a sua deficiência. Quando acontece, causa anemia perniciosa e problemas neurológicos. Pode ser encontrada em carnes, ovos, leite, iogurte, queijo e frutos do mar.

Vitamina C

A vitamina C atua na manutenção do tecido conjuntivo e cicatrização, mantém a integridade dos vasos sanguíneos, crescimento e remodelação do esqueleto, aumenta a absorção de ferro, reforça o sistema imunológico, além de ter ação antioxidante, protegendo o organismo dos danos causados pelos radicais livres.

A falta de vitamina C causa fadiga, sangramento na gengiva, dores articulares e escorbuto. Pode ser encontrada em frutas (laranja, limão, acerola, tangerina, abacaxi, melão, maçã, mamão), tomate, couve, repolho, pimentão.